Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.

 - (Clarice Lispector, último bilhete escrito no hospital da Lagoa, Rio de Janeiro, 7/12/1977)
15,353 notes   •   October 21 2014, 07:51 AM   •   VIA   •   SOURCE
46,275 notes   •   October 21 2014, 07:51 AM   •   VIA   •   SOURCE
3,775 notes   •   October 21 2014, 07:51 AM   •   VIA   •   SOURCE
46,284 notes   •   October 21 2014, 07:50 AM   •   VIA   •   SOURCE
earthyday:

Enchanted Moon  by Nima Shayesteh

earthyday:

Enchanted Moon by Nima Shayesteh

7,785 notes   •   October 21 2014, 07:49 AM   •   VIA   •   SOURCE

amajor7:

this was essentially me all through high school. i would play off my mental illness as some weird quirk and dig myself a hole of denial. tonight’s got me thinking a lot about how many people i know suffering from some form of mental illness and how many people that don’t know they’re suffering from mental illness and i just hope all of you are doing okay and you can always shoot me an email if you ever feel like talking

3,349 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE

Não pule no abismo, por quem não te ensina a voar.

 - Incorpora.    (via detalhou)
7,282 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE
1,230 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE
40,186 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE

A maioria de nós,
se afoga antes de entrar no mar.

 - Augusto Soares (via inicializador)
29,062 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE

A frieza pode até ser uma proteção, mas não te protege da solidão.

 - Yuri Souza. (via prossegui)
9,542 notes   •   October 21 2014, 07:48 AM   •   VIA   •   SOURCE

As pessoas possuem cicatrizes. Em todos os tipos de lugares inesperados. Como mapas secretos de suas histórias pessoais. Diagramas de suas velhas feridas. A maioria de nossas feridas podem sarar, deixando nada além de uma cicatriz. Mas algumas não curam. Algumas feridas podemos carregar conosco a todos os lugares, e embora o corte já não esteja mais presente há muito, a dor ainda permanece… O que é pior, novas feridas que são horrivelmente dolorosas ou velhas feridas que deviam ter sarado anos atrás mas nunca o fizeram? Talvez velhas feridas nos ensinem algo. Elas nos lembram onde estivemos e o que superamos. Nos ensinam lições sobre o que evitar no futuro. É como gostamos de pensar. Mas não é o que acontece, é? Algumas coisas nós apenas temos que aprender de novo, e de novo, e de novo…

 - Grey’s Anatomy (via reluzent-e)
9,311 notes   •   October 21 2014, 07:47 AM   •   VIA   •   SOURCE
67,837 notes   •   October 21 2014, 07:46 AM   •   VIA   •   SOURCE